Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/01/21 às 10h49 - Atualizado em 21/01/21 às 11h31

Construção do viaduto na EPIG mais perto de se tornar realidade

COMPARTILHAR

A tão aguardada licitação para contratação de empresa responsável pela execução das obras do viaduto da Estrada Parque Indústrias Gráficas (EPIG) foi realizada na manhã desta quinta-feira (14) com a abertura das propostas apresentadas pelas empresas interessadas em executar a obra. Cinco consórcios estão interessados em tocar os serviços. A próxima etapa do certame é analisar a documentação de cada uma dessas empresas para certificar se elas cumprem todas as especificações contidas no edital.

 

“Hoje demos o pontapé para tirar mais essa importante obra para a população do Distrito Federal do papel. Todo o procedimento deve durar entre 90 e 120 dias, ou seja, se tudo correr dentro da normalidade esperamos contratar a empresa que vai executar a obra no início de maio”, explica a secretária executiva de obras, Janaína Chagas.

 

“Importante destacar que nossas licitações são regidas pela Lei 8.666/93 que, além de regulamentar a ordem dos procedimentos, estabelece diversos prazos que devem ser rigorosamente cumpridos. A empresa, para ser declarada vencedora, precisa apresentar o menor preço e atender todas as exigências previstas no edital”, complementa a secretária.

 

O viaduto será construído na intersecção da EPIG com o Sudoeste e o Parque da Cidade – local por onde passam, em média, 25 mil veículos por dia. A previsão é de que o investimento seja de R$27 milhões.

 

Os trevos na EPIG serão feitos em trincheiras, ou seja, de forma subterrânea. Com a mudança, quem sair do Parque da Cidade em direção ao Sudoeste não terá mais de passar por semáforos e retornos. Seguirá direto para a Avenida das Jaqueiras, passando embaixo da EPIG. A obra também permitirá sair do Sudoeste, na altura da avenida, e pegar a EPIG sentido Plano Piloto — e vice-versa — sem a necessidade de retorno.

 

“Com o viaduto, semáforos e retornos que interligam as duas vias serão retirados. Teremos mais fluidez no trânsito da região”, pontua o subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras do GDF, Ricardo Terenzi.