Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/12/19 às 16h24 - Atualizado em 20/12/19 às 16h31

Em parceria com alunos de engenharia, GDF concluiu a vistoria cadastral de 64 viadutos e pontes em 2019

COMPARTILHAR

Com a meta de vistoriar as mais de 700 pontes e viadutos existentes no DF até o final de 2020, o GDF concluiu, em parceria com estudantes do curso de engenharia civil de seis faculdades, a análise de 64 viadutos em 2019. “Saldo positivo de um programa que dá seus primeiros passos. Além de assegurar as condições ideais para conservação e uso das obras de artes especiais, estamos contribuindo para o desenvolvimento de uma cultura de manutenção entre os profissionais em exercício e os futuros engenheiros”, avaliou Izidio Santos Junior, secretário de obras do GDF.

 

Ao todo, 44 engenheiros de diversos órgãos do GDF, além de 145 estudantes e 10 professores de engenharia civil, participaram das vistorias. “Até o momento, foram identificadas alguns poucos viadutos que necessitam de uma atenção maior, mas nenhum com risco de interdição. Todas as informações serão repassadas para as equipes que farão a inspeção”, detalhou Maurício Canovas, engenheiro da Secretaria de Obras e coordenador do Grupo de Trabalho responsável por conduzir as vistorias.

 

Em 2020, a participação dos alunos será retomada em fevereiro, após férias do calendário universitário. “Os engenheiros do GDF não vão parar. Queremos manter o ritmo de três vistorias por dia. Com a volta dos alunos, em fevereiro, queremos intensificar ainda mais”, explicou Canovas.

 

A ação de vistoria cadastral faz parte das atividades do Grupo de Trabalho formado, em fevereiro deste ano, para avaliar preliminarmente o estágio de manutenção de Obras de Arte Especiais (OAEs) e, entre outras atribuições, promover o desenvolvimento de uma cultura de manutenção e conservação na cidade.

 

O Secretário de Obras do GDF explica as vistorias são visuais, baseadas em metodologia única. “É um trabalho essencial. Com o relatório deles em mãos, vamos conseguir elencar as prioridades e corrigir os problemas estruturais mais graves.”, afirma Izidio Santos Junior, secretário de obras.

 

MODELO PARA TODO O PAÍS – O resultado vai além dos 64 viadutos vistoriados. A ação em parceria com estudantes, inédita no País, será apresentada em eventos científicos. “O que começou como experiência piloto, uma tentativa de disseminar a cultura da manutenção e conservação das obras de artes especiais espalhadas pela cidade entre profissionais e estudantes, ganhou forma e corpo e, agora, será modelo para outros estados brasileiros. Vamos apresentá-lo em congressos científicos da área”, explicou Maurício Canovas.

 

VISTORIAS CADASTRAIS DE PONTES E VIADUTOS NO DF EM NÚMEROS – 2019

 

64 viadutos vistoriados;
145 estudantes de engenharia participantes;
10 professores de cursos de engenharia participantes;
06 Faculdades de Engenharia Civil envolvidas;
44 engenheiros do GDF envolvidos;
05 órgãos do GDF envolvidos;