Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
8/12/20 às 11h23 - Atualizado em 8/12/20 às 11h53

Estudante de Engenharia é premiado pelo GT criado para vistoriar pontes e viadutos

COMPARTILHAR

O Grupo de Trabalho instituído para coordenar as vistorias das Obras de Arte Especiais em todo o DF se reuniu nesta terça-Feira (08) para premiar o vencedor do concurso cultural promovido para a escolha do nome das ações desenvolvidas pelo grupo. Cleuber da Silva Cardozo, estudante do Centro Universitário Unieuro, sugeriu o nome do projeto que, a partir de agora, passa a se chamar “Revitaliza Brasília”.

 

Ele recebeu das mãos do Secretário de Obras, Luciano Carvalho, uma trena a laser oferecida pelo Clube de Engenharia. “Acredito que estas vistorias em campo foram muito importantes para o meu desenvolvimento profissional. Me sinto honrado de ter participado e de ter colaborado com esse projeto. Quero agradecer a todos os envolvidos pela oportunidade”, disse o estudante.

 

Na mesma solenidade os servidores da Secretaria de Obras Janaína Chagas e Maurício Canovas e os professores Edson Luiz Zangrando Figueira (reitor da Unieuro) e Ana Elisa Godoy (coordenadora do curso de Engenharia Civil da Unieuro), em nome dos professores Renato e Bernardo, receberam o Certificado de Prestação de Serviço Público Voluntário de Interesse Social.

 

“Todos os cenários que conseguimos apresentar aos estudantes são trabalhados dentro de laboratórios. Por mais válidos que sejam esses ensinamentos, nada se compara à experiência de campo. A vivência do real certamente é um diferencial na vivência acadêmica desses alunos”, ponderou o reitor da Unieuro.

 

Resultados do GT

 

Em 2019, 145 estudantes de engenharia de seis instituições de ensino superior – Uniceub, Unieuro, IESB, Icesp, UDF e Uniplan – 10 professores e 44 engenheiros civis de diversos órgãos do GDF vistoriaram 64 viadutos em todo o DF.

 

“Infelizmente, por causa dos efeitos da pandemia, tivemos que suspender as atividades do grupo neste ano. Mas não há como negar que o trabalho desenvolvido até aqui foi muito bem feito. Espero que consigamos retomar as vistorias em 2021 para, enfim, criarmos a cultura da manutenção preventiva dessas estruturas”, afirmou o Secretário de Obras, Luciano Carvalho.

 

O presidente da Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), Izidio Santos, estava à frente da Secretaria de Obras quando o projeto foi instituído. “Participar da criação e dos primeiros passos desse importante projeto foi uma das atividades mais gratificantes que exerci enquanto Secretário de Obras. Espero que continuemos a colher bons frutos com essa empreitada”, celebrou.

 

A Secretaria Executiva das Cidades, órgão vinculado à Secretaria de Governo, é um dos integrantes do Grupo de Trabalho. “Quero parabenizar o trabalho do GT desenvolvido até aqui. Tudo foi feito com muito zelo, muita dedicação e muita responsabilidade. Quero incentivar todos a continuarmos a fazer esse belo trabalho. Tenho certeza de que os resultados obtidos serão excelentes”, salientou o secretário Valmir Lemos.

 

A presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (CREA-DF), Fátima Có, também parabenizou o GT pelos resultados obtidos até aqui e destacou que esse é um projeto que deu certo porque trouxe a cultura da manutenção e da prevenção. “Hoje vemos que as autoridades estão preocupadas com a necessidade de manutenção desse tipo de estrutura. Que essa parceria entre o governo, as universidades e a sociedade civil permaneça e continue colhendo esses bons frutos”.

 

Um dos entusiastas para a criação deste Grupo de Trabalho, o professor João Bosco Ribeiro, representante do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (Codese/DF), falou sobre o pioneirismo desse tipo de ação integrada entre GDF, universidades e sociedade civil. “Em apenas um ano conseguimos avançar muito nesse delicado processo de implantação de uma política permanente de estado para a manutenção preventiva dessas estruturas”, afirmou.

 

Sobre o GT

 

Criado em fevereiro de 2019, o Grupo de Trabalho formado para vistoriar pontes e viadutos do DF foi oficializado em maio do mesmo ano em publicação no Diário Oficial do Distrito Federal. Segundo o Decreto 39.849/2019, compete ao GT “conhecer, analisar, avaliar e emitir recomendações” sobre os mais de 700 viadutos da capital federal.

 

Além da Secretaria de Obras, integram o Grupo de Trabalho a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER/DF), Defesa Civil do Distrito Federal, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (CREA-DF), o Clube de Engenharia de Brasília (CenB) e Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (Codese-DF). Cada uma das entidades pode indicar dois membros titulares e um suplente.