Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
14/05/20 às 13h42 - Atualizado em 14/05/20 às 13h45

GDF inicia as obras de desvios de trânsito em Taguatinga

COMPARTILHAR

O Governo do Distrito Federal inicia, nesta quinta-feira (14), as obras de desvios de trânsito necessárias para a construção do Túnel de Taguatinga. A previsão é que os desvios estejam prontos em 30 dias e que comecem a funcionar no dia 15 junho.

 

A principal alteração será a interdição da Avenida Central para os carros que circulam no sentido Ceilândia – Plano Piloto e a criação de um desvio com 2,2 km de extensão, no qual os motoristas procedentes da Avenida Elmo Serejo terão que passar pelas Avenidas da Samdú e das Palmeiras, além do Pistão Norte, antes de seguirem o trajeto rotineiro pela EPTG. A boa notícia é que o fluxo no sentido contrário não sofrerá qualquer interdição.

 

“Queremos garantir a fluidez do tráfego e a segurança de todos durante a execução dos serviços do Túnel. São mais de 135 mil veículos que circulam pela região”, explica o Secretário de Obras, Luciano Carvalho.

 

“Para isso, estamos agindo de forma preventiva e construindo desvios eficientes, uma vez que, durante a obra de construção do túnel, a Avenida Central será parcialmente interditada”, acrescenta o secretário.

 

Serão realizados serviços de terraplanagem, pavimentação, instalação de sinalização de trânsito horizontal e vertical, limpeza de camada vegetal e supressão arbórea em trechos do Pistão Norte, da Avenida das Palmeiras e no acesso à Avenida Samdú Norte.

 

O trabalho começa na alça de acesso à EPTG pelo Pistão, que será alargada e ganhará mais uma faixa. No dia 18 de maio devem ser iniciados as obras na Av. das Palmeiras.

 

“É importante reforçar que para as obras de desvios de trânsito não haverá qualquer interdição no fluxo atual dos veículos”, esclarece Ricardo Terenzi, subsecretário de acompanhamento e fiscalização de obras do GDF.

 

Além do consórcio de empresas responsável pela execução do Túnel, as obras dos desvios de trânsito contam com apoio do Detran, DER, CEB e Novacap.