Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/06/19 às 18h29 - Atualizado em 10/06/19 às 18h30

Grupo Técnico para vistoriar pontes e viadutos realiza primeira inspeção

COMPARTILHAR

O Grupo Técnico instituído para vistoriar pontes e viadutos, formado por técnicos e especialistas de diversos órgãos do GDF e entidades parceiras, além de alunos e professores do curso de engenharia de faculdades do DF, realizou, nesta segunda-feira (10), a inspeção do elevado Córrego do Urubu, na DF -005, no Varjão. “Foi uma experiência piloto. Inicialmente foi realizada uma aula de nivelamento, mais teórica, entre todos os participantes para logo depois vistoriar o local. Por fim, foi feita avaliação e discussão da inspeção”, explicou o engenheiro Maurício Canovas, assessor especial da Secretaria de Obras do GDF.

 

A ideia é intensificar as vistorias e utilizar os relatórios desenvolvidos pelo Grupo Técnico para subsidiar as inspeções oficiais. Além de vistoriar as mais de 700 pontes e viadutos do DF, o intuito é promover a cultura da manutenção. “Já é consenso entre os especialistas que a falta de manutenção foi um dos principais motivos para a queda do viaduto do Eixão, por exemplo. Diante disso, criou-se este grupo técnico com o intuito de vistoriar as pontes e viadutos e disseminar essa cultura. Deixaremos de ser reativos”, explicou Izidio Santos Junior, secretário de obras.

 

OUTRAS AÇÕES – A Secretaria de Obras determinou a elaboração de Termo de Referência para o credenciamento de empresas para realizarem inspeção e monitoramento dos viadutos. Também está em estudo a inclusão de verba específica para conservação de pontes e viadutos no orçamento de 2020, uma vez que não foi destinado recurso para o orçamento deste ano.

 

Importante ressaltar que, desde a queda do viaduto do Eixão, em fevereiro de 2018, já foram vistoriados 179 viadutos, incluindo todos citados no relatório do TCDF. Desse montante, cinco foram reformados, um está em obras e dois estão em fase de contratação dos serviços. A reforma de outros três está em processo de licitação e mais nove se encontram em elaboração de projetos.

 

A licitação para a recuperação e revitalização dos 48 viadutos das tesourinhas da Asa Sul e Norte, obras especiais também citadas no relatório, está em andamento pela Novacap. As obras estão previstas para durar 12 meses após a assinatura da Ordem de Serviço. O valor estimado para a revitalização dos viadutos é de R$ 7.941.370,94, sendo que esse montante pode diminuir durante o processo de licitação.

 

A Novacap também está licitando as obras de mais dois viadutos da região central de Brasília, sobre a via N2 com os eixos W e L, também constantes do relatório do TCDF. A obra irá contemplar a recuperação, reforma e revitalização dos dois viadutos. O investimento é de R$ 6.429.698,98 com o prazo de oito meses, após a contratação dos serviços.

 

Ademais, a Secretaria de Obras, a Novacap e o DER vêm atuando conjuntamente na inspeção e elaboração de projetos de recuperação de pontes e viadutos dentro de seus limites operacionais e considerando as limitações de orçamento e pessoal.

 

Como metas prioritárias para 2019:

Ponte JK (licitada)
Ponte Costa e Silva (em orçamentação)
Viadutos sobre a via N2 com os eixos W e L (licitados)
Tesourinhas das asas Sul e Norte, no total de 48 viadutos (licitadas)
2 Viadutos sobre o Eixo Rodoviário Norte antes do Buraco do Tatu (Projeto em elaboração)
2 Viadutos sobre as vias N1 e S1 próximos aos setores hoteleiros Norte e Sul (planejado para o segundo semestre a elaboração dos projetos)
Viadutos sobre o Eixão Norte antes do buraco do Tatu
Rodoviária do plano Piloto