gototop
SINESP
FacebookTwitter
Quinta, 14 Setembro 2017

Rollemberg visita obras de infraestrutura em Vicente Pires Destaque

  MARYNA LACERDA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA
Avalie este item
(0 votos)

Governo depende de autorização da Secretaria de Patrimônio da União para construir as bacias de contenção e instalar a rede de drenagem nas Glebas 2 e 4

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, visitou as obras de drenagem pluvial, pavimentação e construção de calçadas em Vicente Pires nesta quarta-feira (13). A primeira etapa das intervenções começou em 2015.

140917

Rollemberg, acompanhado do administrador regional interino de Vicente Pires, Júlio Menegotto, visitou as obras de infraestrutura em Vicente Pires. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

Na Gleba 3, estão em construção 27,3 quilômetros (km) de rede de drenagem pluvial, 42 km de pavimentação asfáltica e 101 km de calçadas. O custo é de R$ 34 milhões.

Na Gleba 1, por sua vez, estão sendo implementadas 45,5 km de rede de drenagem e 70 km de pavimentação, ao custo de R$ 90,4 milhões.

Nas Glebas 2 e 4, as obras dependem de aval da Secretaria de Patrimônio da União, por se tratar de terras do governo federal. O órgão precisa autorizar a construção de bacias de contenção para a instalação da rede de drenagem.

“Fazemos um apelo à secretaria para que adiante as autorizações. Temos os recursos necessários e precisamos avançar com as obras antes do período de chuva”, destacou Rollemberg.

A Gleba 2 receberá 99,3 km de drenagem e 124,4 km de pavimentação. Na Gleba 4, são 13,5 km de drenagem e 17 km de pavimentação.

As melhorias em Vicente Pires vão beneficiar 75 mil moradores. O investimento total é de R$ 463 milhões — R$ 397 milhões provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), por meio da Caixa Econômica Federal, e R$ 65 milhões como contrapartida do governo de Brasília.

A região administrativa tem 2,2 mil hectares, divididas em quatro glebas:

  • Gleba 1: compreende os Lotes 1,2 e 3
  • Gleba 2: formada pelos Lotes: 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e 11
  • Gleba 3: abrange parte dos Lotes 6 e 7
  • Gleba 4: abarca parte dos Lotes 1 e 10

Por meio da implementação do sistema de drenagem pluvial, a água será escoada para os córregos Samambaia e Vicente Pires. Bacias de qualidade e dissipadores farão com que o fluxo cause menor impacto ambiental aos cursos d’água.

Na ocasião, o governador de Brasília comentou que o processo de regularização fundiária segue em paralelo ao de infraestrutura em Vicente Pires. Hoje, a Colônia Agrícola Samambaia é a região que está com os procedimentos em estágio mais avançado.

Ligação Torto-Colorado

O chefe do Executivo local falou também sobre a proposta que fez ao governo federal de compensação ambiental por conta da obra da ligação Torto-Colorado.

A proposta de avançar cerca de 80 metros lineares nos limites do Parque Nacional de Brasília, às margens da BR-020, só será levada à frente se não prejudicar a proteção da unidade de conservação.

Esse é o compromisso estabelecido pelo governo de Brasília com o Ministério do Meio Ambiente. A alteração, em área já submetida à ação humana, vai permitir a construção de um viaduto da ligação Torto-Colorado, na saída norte.

“A outra solução custaria R$ 25 milhões a mais no projeto. Em contrapartida, o governo ofereceria uma área 10 vezes maior e mais preservada para ser incorporada ao parque”, contou Rollemberg.

Caso a pasta do Meio Ambiente libere a construção do viaduto, será necessária a aprovação de Medida Provisória. “A nossa preocupação é que venham outras emendas que possam comprometer o Parque Nacional de Brasília”, ponderou o governador.

EDIÇÃO: PAULA OLIVEIRA

Ler 401 vezes Última modificação em Terça, 03 Outubro 2017
VOCÊ EST? AQUI: Início Notícias Rollemberg visita obras de infraestrutura em Vicente Pires