Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/12/20 às 17h37 - Atualizado em 7/12/20 às 17h38

Obras da 509 e 510 sul são entregues

COMPARTILHAR

O compromisso de entregar uma nova avenida W3 à população avançou por mais duas quadras nesta segunda-feira (7). As obras da 509 e 510 Sul foram entregues pelo governador Ibaneis Rocha em cerimônia, que marcou a assinatura da ordem de serviço para o início dos trabalhos nas quadras 502 a 508 e 513 a 516 Sul. Durante o evento, o chefe do Executivo também anunciou a reforma da pavimentação de toda a avenida.

 

Com investimento total de R$ 24,8 milhões e geração de 800 empregos, o projeto de requalificação da W3 Sul prevê a melhoria no sistema viário e no fluxo de pedestres, com acessibilidade. Os serviços em toda a avenida incluem a reforma dos estacionamentos, o nivelamento das calçadas com piso tátil e rampas, arborização e paisagismo, a revitalização dos becos entre os blocos, pintura, sinalização horizontal e troca da iluminação.

 

As novas calçadas da W3 têm o objetivo de estimular o fluxo de pedestres pela quadra. Os passeios têm largura mínima de 1,2 metros na W2 Sul e de 2 metros na W3 Sul. Além de mais amplas, as calçadas voltadas à W3 Sul foram divididas em três faixas para garantir mais conforto para a população.

 

“A W3 é a avenida mais conhecida dessa cidade, onde tudo acontecia há 30 anos e que durante muitos anos ficou abandonada. Trouxemos um projeto de revitalização moderno, mantendo as características da avenida e sabemos que aqui tem condições de se tornar um dos maiores polos de comércio do Centro-Oeste”, afirmou o governador Ibaneis Rocha.

 

Sobre um novo asfalto da avenida, o chefe do Executivo afirmou que avalia o investimento: “Vamos trocar o pavimento asfáltico da W3. Se possível, se for permitido pelo Iphan, nós faremos o pavimento de concreto na área onde os ônibus trafegam”.

 

Além da Terracap, as intervenções na W3 Sul são resultado de um trabalho conjunto de diversos órgãos, como Secretaria de Obras, Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), Governo (Segov) e Departamento de Trânsito do DF (Detran/DF).

 

“Era uma área abandonada e sem investimentos há muitos anos. Os lojistas reclamam muito disso e agora a gente traz uma dinâmica nova para a W3, recupera e resgata a tradição dela”, observa o secretário de Obras, Luciano Carvalho. De acordo com o secretário, com as obras, o GDF cumpre “a missão de tornar a W3 uma via agradável e com o valor que ela tem”, acrescenta Luciano.

 

O projeto de melhoria na avenida, elaborado pela Seduh, atendeu a demanda de um perfil amplo de usuários da quadra, desde pedestres a condutores de veículos. Sobre os estacionamentos, previu a organização das vagas por meio da colocação de piso intertravado e a demarcação das vagas, inclusive para motos, idosos, pessoas com deficiência e áreas de carga e descarga.

 

O redesenho da área pública também foi fundamental para renovar o aspecto geral da quadra. A iluminação pública foi substituída por lâmpadas de LED, mais modernas e econômicas. O paisagismo, por sua vez, adotou a espécie Physocalymma scaberrimum, popularmente chamada de pau-de-rosas ou cega-machado.

 

Mudanças, que são reconhecidas pela administradora do Plano Piloto, Ilka Teodoro. “Recebemos essa cidade com tantas coisas por fazer. É muito satisfatório para o governo fazer mais essa entrega e garantir a ordem de serviço que vai promover a revitalização do restante da W3. Um avenida tão simbólica, tão necessária e importante para o comércio do DF, para o setor produtivo do DF, e que tem um valor afetivo muito grande para a população”, apontou Ilka.

 

Quem usufrui, trabalha e circula pela avenida W3 elogia a reforma das quadras. Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas do DF (CDL/DF), José Carlos Magalhães, conta que antes da reforma, a 511 Sul tinha cinco lojas desocupadas, e que agora só tem uma, demonstrando a efetividade e importância da obra. “Agradeço o governo pela palavra e o cumprimento dela. Estamos satisfeitos com esse projeto de revitalização. Essa avenida tem história com H maiúsculo e agora fica ainda mais forte com a atuação do governo”, comentou.

 

Comerciante na W3 Sul há 12 anos, Adauto Nascimento comemorou a nova paisagem na 510. “Ficou bem melhor O estacionamento melhorou, a calçada também. Nunca tinha visto uma reforma assim por aqui. As vendas até aumentaram em torno de 15% depois que a obra foi concluída”, assegurou. Carlos Henrique, gerente de uma loja de tintas da 510, vai na mesma linha de pensamento. “A calçada era menor, o estacionamento não era demarcado e era acidentado. A obra ficou excelente, aumentou a calçada. Para deficientes, idosos e pedestres ficou muito melhor a calçada. E o estacionamento também, tem mais fluxo de gente. As pessoas veem um ambiente arrumado. Melhorou para o cliente e para nós lojistas.”

 

Lazer aos domingos e feriados

 

Aproveitar da avenida reformada e renovada se torna ainda mais gratificante com o projeto Viva W3. Aos domingos e feriados, a W3 fica fechada exclusivamente para circulação de pedestres em atividades esportivas e de lazer.

 

A aprovação popular ao Viva W3 é grande, principalmente por moradores das quadras 700, com idosos e crianças, que se mantinham em isolamento social e não saiam de casa para evitar aglomerações. A redução do barulho do trânsito de veículos durante o dia do projeto de lazer também é comemorada.

 

O Viva W3 foi lançado em junho de 2020 e tem atraído, semanalmente, milhares de brasilienses a uma das avenidas mais icônicas do Distrito Federal. E não vai parar por aí. Segundo o governador Ibaneis Rocha, há um projeto em andamento para tornar a avenida um polo cultural.

“Temos que misturar o lazer com o setor cultural, dando vida à W3 aos finais de semana. Podemos criar um novo centro cultural para essa cidade e aí sim teremos vida efervescente na nossa W3”, comentou Ibaneis.