Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/06/19 às 17h49 - Atualizado em 17/06/19 às 17h50

Obras de revitalização da avenida T1 seguem em ritmo acelerado

COMPARTILHAR

Retomadas no último dia 3 de junho, as obras de revitalização da Avenida T1, via de ligação do Sol Nascente com a Avenida Hélio Prates, seguem em ritmo acelerado. A nova capa asfáltica dos trechos Sol Nascente/Hélio Prates e Hélio Prates/Sol Nascente já foi instalada. Agora as equipes de trabalho se concentram na construção de nova rotatória para organizar melhor o trânsito.

 

“A revitalização desta avenida é estratégica para a mobilidade urbana do Distrito Federal. Esta via representa a primeira etapa do corredor Eixo Oeste, obra de grande porte que beneficiará diretamente a população do Plano Piloto e Regiões Administrativas de Ceilândia, Taguatinga, Samambaia, Águas Claras, Vicente Pires e Guará. Também serão beneficiadas, indiretamente, as regiões de Brazlândia e de Águas Lindas/GO”, explica o secretário de Obras do DF, Izidio Santos.

 

Atualmente, pouco mais de 80% do total da obra foram executados. Os serviços começaram em julho de 2016 e foram interrompidos para a realização de adequações ao projeto devido à interferência em redes de abastecimento e distribuição de água, além da revisão do traçado das rotatórias. A previsão é de que a obra seja finalizada em 120 dias. O investimento é de R$ 4,7 milhões.

 

ENTENDA A OBRA – Com uma extensão de 920 metros, a Avenida T1 faz parte do projeto do Corredor Eixo Oeste, que tem um total de 38,7 km de extensão, e ligará a Ceilândia (Sol Nascente) ao Plano Piloto (Eixo-Monumental e Estação Asa Sul), passando por Taguatinga.

 

Após as intervenções, o novo trecho contará com duas pistas de rolamento, cada uma com duas faixas em cada sentido de trânsito. A via ainda contará com canteiro central com ciclovia e faixas exclusivas para o transporte coletivo. A implantação desta via proporcionará sensível melhora no tráfego da região.

 

As obras incluem pavimentação asfáltica, drenagem pluvial e sinalização do corredor Eixo Oeste. A Caixa Econômica Federal é o agente financiador por meio de recursos garantidos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Mobilidade Grandes Cidades).