Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/08/20 às 14h18 - Atualizado em 24/08/20 às 14h26

Pesquisa: 86,9% aprovam construção do Túnel de Taguatinga

COMPARTILHAR

Muito mais do que toneladas de concreto e aço e a mudança da paisagem urbana, grandes obras transformam a vida das pessoas. Com o aguardado Túnel de Taguatinga, a situação não é diferente – e a prova disso é a expectativa da população pela construção da passagem subterrânea. Pesquisa encomendada pelo Governo do Distrito Federal (GDF) aponta que 86,9% aprovam a construção do túnel.

 

Para os entrevistados, a obra vai facilitar o trânsito e o transporte na região. Para 78,8%, os transtornos causados pela construção serão compensados depois que ela ficar pronta. Para se ter uma dimensão da importância do túnel, trafegam pela via, diariamente, 135 mil veículos.

 

Os dados da pesquisa foram coletados entre 8 e 10 de agosto pelo Instituto Exata Opinião Pública, que ouviu 915 moradores de Ceilândia, Taguatinga e Samambaia, as três principais regiões administrativas beneficiadas pelo túnel.

 

Dos entrevistados, 51% são do sexo masculino e 49% do sexo feminino; 36% é da faixa etária de 27 a 37 anos; 43% da classe D; e 48% dos entrevistados são de Ceilândia. A margem de erro da pesquisa é de 3%, para mais ou para menos.

 

Veja alguns apontamentos da pesquisa

 

Já ouviu falar sobre a construção do túnel

90,2% tem conhecimento da obra

9,8% não tem conhecimento da obra

 

Aprova ou desaprova a construção do túnel

86,9% aprovam

3,3% desaprovam

9,8% não souberam responder

 

Acredita que a obra vai facilitar o trânsito e transporte na região

86,9% entendem que sim

1,6% acham que não

11,5% não souberam responder

 

O transtorno causado pela obra será compensado depois que ela estiver pronta

78,8% dizem que sim

1,4% entendem que não vai compensar

19,8% não souberam responder

 

 

O túnel

 

Com previsão de entrega para fevereiro de 2022, o túnel terá 1.010 metros de extensão e vai contar com duas pistas paralelas, cada uma com três faixas de rolagem em cada sentido. Ele fará uma ligação subterrânea para quem segue para Ceilândia, via Elmo Serejo, além de oferecer alternativa pela superfície para o centro da cidade. Isso evitará a retenção de veículos nos semáforos, reclamação antiga de moradores e frequentadores da região.

 

Após a conclusão da obra, os carros que estiverem na Avenida Elmo Serejo, sentido Plano Piloto, vão mergulhar pelo túnel e sair na Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Do outro lado, aqueles que chegarem a Taguatinga pela EPTG também passarão por ele até o início da Via Estádio, saindo logo após o viaduto da Avenida Samdu. Vias marginais darão acesso às avenidas Comerciais e Samdu Sul e Norte.

 

A obra tem investimento de R$ 275 milhões, com recursos oriundos de contrato de financiamento firmado pelo GDF com a Caixa Econômica Federal. A construção deve gerar pelo menos 400 empregos diretos e 1,3 mil indiretos.

 

“Tudo está acontecendo dentro do prazo e cronograma estabelecidos. Agora, o Túnel de Taguatinga começa a ter suas futuras paredes concretadas. A obra continua andando, as muretas-guia continuam sendo feitas em outros trechos e teremos dois conjuntos atuando para garantir a boa execução e velocidade da obra”, afirma o secretário de Obras do DF, Luciano Carvalho.

 

Para o administrador de Taguatinga, Geraldo César de Araújo, a concretização do túnel vai resolver uma série de problemas da cidade. “Sofremos muito com a concentração do trânsito no centro da cidade e essa obra vai eliminar 80% desse fluxo de carros na superfície. Os moradores de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e Sol Nascente/Pôr do Sol terão mais tempo para conviver com a família e para fazer suas tarefas”, reforça.

 

Já o presidente da Associação Comercial e Industrial de Taguatinga (Acit), Justo Magalhães, lembra a longa espera pela obra. “Há quase 20 anos estamos aguardando esse túnel. Temos hoje um fluxo de trânsito que se torna inviável circular no centro de Taguatinga, onde se demora mais para andar lá dentro do que percorrer os 18 km do Plano Piloto até Taguatinga, por exemplo. Será maravilhoso para os moradores da cidade e também como centro comercial. Com ele pronto, Taguatinga atingirá um novo patamar”, aposta Magalhães.

 

 

Boulevard

 

Se por um lado o túnel irá desafogar o trânsito para os mais de 135 mil veículos que circulam pela região; por outro lado, a atual Avenida Central se transformará em uma boulevard com foco nas pessoas e comércio da região.

 

Além do paisagismo, as calçadas serão revitalizadas. O fluxo de veículos na Avenida se concentrará no transporte público, como o BRT, e de moradores e pessoas interessadas em usufruir da região central da região administrativa.

 

 

Histórico da obra

 

19/8/2020 – Início da concretagem das muretas-guia;

 

5/8/2020 – Início da escavação das muretas-guia;

 

27/7/2020 – Supressão vegetal no canteiro central;

 

25/7/2020 – Instalação da defensa metálica ao longo dos tapumes e retirada da grade do canteiro central;

 

24/7/2020 – Retirada das pontes de iluminação do canteiro central e remanejamento dos postes de rede;

 

20/7/2020 – Instalação de tapume dos dois lados da Avenida Central para proteção da obra;

 

19/7/2020 – Liberação dos desvios de trânsito no centro de Taguatinga;

 

14/5/2020 – Início das obras de desvio de trânsito para construção do túnel;

 

24/3/2020 – Autorizado o Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) do Túnel de Taguatinga pela empresa de consultoria A Rosseto Filho EPP;

 

14/1/2020 – Assinatura da ordem de serviço para construção do Túnel de Taguatinga;

 

12/12/2019 – Tribunal de Contas do DF (TCDF) autoriza a continuidade da execução do contrato firmado entre a Secretaria de Obras e o Consórcio Novo Túnel;

 

4/9/2013 – Publicado no Diário Oficial do DF (DODF) o aviso de licitação para implantação do Túnel de Taguatinga