Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/08/19 às 18h11 - Atualizado em 30/08/19 às 15h16

Secretário de Obras prestigia “Estação Cerrado”

COMPARTILHAR

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF) realizou, na tarde desta quinta-feira (29/8), mais uma edição do Estação Cerrado. Promovido em parceria com a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF (Secti), com a Secretaria de Obras do DF (SODF), com o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-DF), com o Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico (Codese-DF), com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), com a Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap), com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CICB), o evento contou com palestras de Anderson Alvarenga (DNIT), de Ricardo Ferreira (Verko Engenharia) e Wilton Catelani (consultor estratégico em BIM) que detalharam o funcionamento da metodologia, suas vantagens e mostraram os resultados da adoção de BIM em organizações públicas e privadas.

 

Durante o evento, Izídio Santos Júnior, secretário de Obras do DF, ressaltou a atuação da FAPDF no desenvolvimento de projetos que buscam a modernização da gestão das obras e construções na capital federal: “nós entendemos que o investimento em tecnologia, em projetos, não é a melhor saída para termos boas obras e contratos, mas sim a única saída. Então buscamos, através da Secti e da FAPDF e desenvolvemos dois projetos, entre eles um para inspeção de pontes e viadutos. Nós avançamos muito e estamos buscando dotar a cidade de profissionais com capacidade técnica para realizar esse trabalho. O segundo projeto muito importante é o BIM que entendemos que a implantação dele de forma integrada no governo é essencial e contamos com a expertise da FAPDF para avançar nessa implementação”.

 

O presidente da FADF também acredita da inovação como alternativa para enfrentar a crise e transformar a matriz de desenvolvimento do DF e do Brasil. “É muito importante o país ter um modelo de desenvolvimento de alto valor agregado se estamos vivendo um momento de crise nesse país, a solução passa por investir em ciência, tecnologia e inovação e nós estamos aqui na casa de quem mais agrega valor ao PIB do DF que é a casa da construção civil. Então, para a FAPDF fomentar inovação é também e, principalmente, fomentar inovação nessa área. Queremos cada vez mais utilizar os recursos de fomento para o enfrentamento dos grandes desafios do DF. Isso é um grande desejo do governador Ibaneis Rocha e isso significa investir fortemente em tecnologia associada à construção civil. Estamos desenhando uma série de iniciativas de pesquisas, de fomento, laboratórios e equipamentos com recursos da CT&I para qualificar esse nosso ambiente de construção civil. Queremos ter o melhor espaço de produção de inovação na construção do Brasil aqui”, destacou Alexandre Santos.

 

Benefícios – Entre outras funcionalidades, BIM permite trabalho simultâneo e integrado entre todos os profissionais envolvidos em um projeto e em todas as fases da obra, facilita a tomada de decisões, permite aplicação de técnicas de realidade virtual para visualização completa das construções, além de proporcionar redução de desperdícios e erros, correção de rumos e elevar a transparência nos processos de licitação, aquisição, construção e manutenção de obras e edificações.