Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/06/21 às 9h00 - Atualizado em 25/06/21 às 16h15

Viaduto da Samdu será interditado para continuidade das obras do túnel

COMPARTILHAR

Com o avanço dos serviços no Túnel de Taguatinga, uma nova interdição no trânsito no centro da cidade se faz necessária e vai impactar os veículos que trafegam pela Avenida Samdu. Este novo desvio está previsto para entrar em funcionamento no dia 1º de julho.

Após a interdição do viaduto, aqueles que desejarem seguir para a Avenida Elmo Serejo deverão passar pela via marginal do Centro e pelo novo acesso construído.

 

Já quem faz o sentido contrário, para a EPTG, passará por um desvio e seguirá pela pista de acesso à Avenida das Palmeiras. Para atravessar da Samdu Sul para a Samdu Norte, será preciso passar pela pista ao lado da Feira dos Importados, cruzar a Elmo Serejo, e seguir pela alça do viaduto.

 

O efetivo do Detran está escalado para o controle e orientação dos usuários de forma ininterrupta, para minimizar os transtornos para população.

 

AVENIDA COMERCIAL

 

Desde o dia 26 de abril, o cruzamento das avenidas Comercial e Central está interditado. Assim, quem precisa seguir em direção à Comercial Sul precisa passar pela Avenida das Palmeiras e acessar a via entre o viaduto do Centro e o comércio da C1, onde fica a agência dos Correios. Logo depois, os motoristas deverão cruzar a parte de cima do viaduto por um novo trecho de pista construído. Assim, o lado sul da cidade será acessado pela avenida paralela ao Centro.

 

Confira no vídeo abaixo as alternativas de acesso à região central de Taguatinga.

 

 

“A interdição do viaduto da Samdu se faz necessária em virtude da necessidade do rebaixamento de 2 metros na altura da obra de arte especial. Ainda não há previsão de quando a via será liberada novamente para o trânsito de veículos”, explica o secretário de obras, Luciano Carvalho.

 

“É importante que a população se atente à ampla divulgação de como funcionará o fluxo de veículos na região. São medidas paliativas, mas que trarão mudanças significativas no futuro”, esclarece Ricardo Terenzi, subsecretário de acompanhamento e fiscalização de obras do DF. Terenzi reforça que os desvios em funcionamento no momento irão continuar normalmente.

 

CONSTRUÇÃO DO TÚNEL

 

Além das paredes diafragma, previstas para serem concluídas em até 3 meses, o consórcio de empresas deve iniciar nos próximos dias a laje do túnel.

 

“Queremos aproveitar o período de seca que se inicia para adiantar ao máximo os serviços que envolvem a concretagem. Com isso, já será possível iniciar a escavação em si”, explicou o engenheiro Rodrigo Magalhães, responsável técnico do consórcio Novo Túnel. Atualmente, 32% dos serviços do Túnel foram concluídos.

Leia também...