Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/08/20 às 18h20 - Atualizado em 24/08/20 às 18h20

Vicente Pires: Entrada da rua 3 pela EPTG ficará interditada a partir do dia 26

COMPARTILHAR

Os serviços de drenagem e pavimentação da Rua 3 do Setor Habitacional Vicente Pires, tão aguardados pela população local, seguem em ritmo acelerado. No momento a empresa GW, responsável pelas obras na via, trabalha na execução dos últimos 250 metros de drenagem necessários para acabar definitivamente com os alagamentos enfrentados pela população nos últimos anos. Para a execução dos serviços, parte da rua 3, do entroncamento da Rua da Feira do Produtor até a Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG), ficará interditada para o tráfego de veículos a partir das 6h da próxima quarta-feira (26/8). A previsão é de que a interdição dure 10 dias.

 

“Para acessar a cidade, pedimos que usem as outras entradas disponíveis pelas ruas 3A, 4A e 4C. Pedimos desculpas pelos transtornos, com a certeza de que, com a conclusão da obra nesta importante vida da cidade, vamos acabar definitivamente com os alagamentos na região”, destaca o Secretário de Obras, Luciano Carvalho.

 

De acordo com o administrador regional do Setor Habitacional Vicente Pires, Daniel de Castro, a cidade está toda em obras. “Basta uma rápida circulada por aqui para perceber que operários e máquinas estão por todos os lados. Temos obras acontecendo nas Ruas 3, 4, 4A e 12. Sabemos dos transtornos que os serviços causam para moradores e comerciantes. Transtornos que valerão a pena quando as obras forem concluídas”, afirma.

 

O engenheiro Ricardo Terenzi, subsecretário de acompanhamento e fiscalização de obras, acompanha de perto o andamento dos serviços. Segundo ele, as empresas estão comprometidas com os serviços, as obras estão transcorrendo dentro do cronograma estabelecido pela Secretaria de Obras e a expectativa é de que muitos desses serviços em andamento estejam concluídos antes do próximo período chuvoso.

 

“Muitos trechos da cidade que tradicionalmente sofriam com poeira e alagamentos, como as ruas 3, 4, 4A e 7, por exemplo, não passarão mais por isso. Nessas vias a drenagem estará concluída e as bocas de lobo em funcionamento. Isso sem falar no asfalto novinho”, diz Terenzi.

 

Confira a evolução das obras:

 

Rua 3 – A etapa em questão consiste na realização de 600 metros de drenagem e 1,5km de pavimentação da via, trecho localizado entre a marginal da EPTG até o entroncamento com a Rua 08, além de meio-fio e calçada. O valor investido é de R$2.547.343,18.

 

Rua 4A – Na região, os serviços não param. Na via, uma das principais vias comerciais da cidade, as máquinas da empresa Artec trabalham na pavimentação asfáltica.

 

Rua 12 – Com 3,2km de extensão, a rua 12 é importante centro comercial do Vicente Pires. No momento, a empresa HYTEC trabalha na execução de 2.758 metros de drenagem. Nos trechos em que a drenagem já está concluída, as máquinas já preparam o terreno para a chegada do tão aguardado asfalto. O investimento é de aproximadamente R$ 15 milhões.